Monday, 18 March 2013

Precedente perigoso. Revisão fundamental em 18/03/2013


ABRA AGORA MESMO A SUA CONTA

Precedente perigoso

A reunião do Eurogrupo sobre o Chipre terminou com uma decisão extremamente controversa. No contexto de uma luta constante por parte do BCE para a estabilidade do sistema bancário europeu, os ministros das Finanças da zona do euro desfecharam um sério golpe à sua base - depósitos. A condição estabelecida para a concessão da ajuda de 10 bilhões de euros aos cipriotas foi a introdução de um imposto especial sobre tempo de depósitos nos bancos do Chipre. Aliás, essa idéia também atinge investidores locais e estrangeiros. Apesar do fato de que o Parlamento ainda ter aprovada a idéia, os caixas eletrônicos foram esvaziados em questão de horas.

A esperança era de que a parcela da economia do Chipre na zona do euro seria pequena, porém esta abordagem pode minar a confiança no sistema bancário da região como um todo. Ainda assim, mesmo na Grécia, onde a questão é muito mais séria, as autoridades não se atreveram tocar nas economias da população –títulos e investidores que sofreram perdas. Agora, em outros países em dificuldades, muitos simplesmente optam por depósitos em dinheiro, o que traz o risco de se transformar num pânico em massa. Algo semelhante aconteceu na Espanha e, em seguida, o BCE teve grande dificuldade para manter a solvência do setor bancário.


Agora, de fato, a vítima foi o direito a propriedade – o que é o fundamento de toda a base da UE. Se a reestruturação da dívida grega foi de alguma forma "digerida" no mercado, as ações atuais das autoridades europeias podem servir de sinal para o início de uma nova crise, dessa vez bancária. Tome-se, por exemplo, a Espanha ou a Itália. Basta que as taxas no mercado de dívida começam a crescer (e como vimos no ano passado o que ocorre com rapidez), de imediato surge a questão de atrair a ajuda financeira da UE para esses países.

Basta apenas começar as negociações como essas, que as pessoas correm logo aos bancos em busca de suas economias. Ninguém mais irá acreditar nas palavras dos políticos, pois é melhor ter suas economias nas mãos do que cair sob essa tal de tributação do "depósito". Nota-se que com base no volume de depósitos no Chipre essa operação arrecadaria não mais de 6,5 bilhões de euros. Em princípio, não é um montante  pelo qual vale a pena comprometer todo o sistema bancário na zona do euro.

Não é nenhum segredo que toda a economia do Chipre tem como base os serviços financeiros. E aqui o principal é a questão - confiança. Simplesmente não há nenhum sentido em falar sobre algumas exportações do Chipre, como eles tentam fazer no caso da Grécia. Como resultado em breve começará a fuga maciça de capital dessa ilha. Aliás, ninguém tem a idéia de fazer algo semelhante no Reino Unido, onde a maior parte do PIB vem dos bancos. Isso pode estragar a reputação,  sendo já impossível recuperá-la.


Опасный прецедент. Фундаментальный обзор на 18.03.2013

A sessão do Parlamento, que irá abordar a questão dos "depósitos fiscais" está agendada para segunda-feira. Embora para a aprovação desta lei falta apenas um voto. Dada a pressão que vem da Europa continental, muito provavelmente que esse voto seja encontrado e a decisão tomada. Por outro lado, os membros estão bem cientes de todas as conseqüências da decisão, isso por que existe a probabilidade, mesmo que seja pequena, de que eles vão votar contra. Mas, em qualquer caso, na terça-feira as pessoas vão correr para os bancos e retirar suas economias, e o que virá a seguir - ninguém sabe. De forma que, por enquanto estou vendendo o euro.

Departamento de Análise RoboForex
Atenção! 

As previsões dos mercados financeiros são uma opinião particular do autor. A presente análise não é um guia para o comércio. A Empresa RoboForex LP não é responsável pelos resultados que podem ocorrer quando se utiliza as recomendações comerciais desta previsão ou análise.

No comments:

Post a Comment

Portal dos Negócios Rússia x Brasil